+ 55 (47) 3330-0433
|
|
Notícias
Home > Notícias e Eventos > Tipos de tanques para piscicultura

Tipos de tanques para piscicultura

03/04/2020
Tipos de tanques para piscicultura

A piscicultura é o ramo da aquicultura que se dedica especialmente à criação de peixes, seja para o consumo humano ou para ornamentação de aquários. Vários aspectos devem ser analisados para saber se a criação de peixes vai ser efetiva onde você pretende fazê-la. Entre eles, escolher o tipo de tanque certo para piscicultura é essencial!

Para saber quais as diferenças entre os tanques e as variáveis envolvidas em cada tipo, confira o restante do conteúdo!

Tanque X Viveiro
Provavelmente, durante as suas pesquisas, você vai se deparar com estes dois termos: tanque e viveiro. Em comum, os dois tem o fato de serem reservatórios escavados na terra para a criação de peixes. Mas existem algumas diferenças:

Viveiro: é o mais “natural”, por reproduzir mais fielmente as condições em que os peixes naturalmente vivem. É dotado de um sistema de abastecimento e drenagem da água que faz com que o viveiro encha e esvazie, correntemente, no menor tempo possível. Pode ser construído com sistema de barragem (onde corre um curso de água natural, com erguimento de barragem ou dique) ou sistema de derivação (escavado em terreno natural mas abastecido com água controlada).
Tanque: é bastante semelhante ao viveiro, mas a estrutura é revestida com alvenaria de pedra, concreto ou tijolo. A principal diferença é que a estrutura é menor que a dos viveiros e o abastecimento é sempre por derivação – por nascente, canal ou bombeamento.


Tipos de tanque
Os tanques precisam de um local com bastante espaço disponível para a construção e ela envolve um processo de fazer desde a marcação do terreno, limpeza, escavação e enchimento da fundação, antes de erguer a barragem e fazer a construção em si.

Recomenda-se 1 m² para cada peixe no tanque. Observando este tamanho você consegue construir um tanque do tamanho certo. Assim, evita-se dificuldades na hora do manejo e manutenção, como: alimentar os peixes, fazer transferência dos animais e até no momento de despesca.

Os dois principais tipos de tanques usados são:

Tanques de terra
Entre os tanques, é o tipo mais “natural”, pois faz uma reprodução mais próxima do habitat dos peixes. Ele é escavado na terra e, diferentemente do tanque de alvenaria, não possui revestimento. A grande vantagem é o baixo custo de construção, mas exige mais cuidado de manutenção.

As paredes devem ter inclinação de 45º. É mais indicado para ambientes com bastante espaço natural disponível para ser explorado, além da possibilidade de manutenções, quando necessárias.

Tanques de alvenaria
Este tipo de é uma adaptação dos tanques de terra: também tem um fundo terroso. A diferença é que ele é sempre revestido, podendo ser de tijolos – de preferência colocados em espelho, com a face maior do tijolo à vista – pedra, ou argamassa. A inclinação das paredes deve ser de 30º e a maior vantagem é quanto a durabilidade deste tipo de tanque, que não necessita de grandes manutenções.

Formatos de tanques possíveis
Esses tanques podem ser construídos, basicamente, de três formas. Cada uma é mais indicada para um motivo.

Circular: apresentam movimento circulatórios na água, que se parecem bastante com o habitat natural dos peixes, já que envolvem movimentos contra a correnteza. Hoje em dia, este tipo é mais raro e não está tanto em uso.

Quadrado e retangular: Os quadrados e retangulares funcionam da mesma maneira, apenas mudando o tamanho. Eles são os mais usados pois facilitam o manejo na criação e também o bem-estar dos peixes, além de ser o recomendado para quem quer criar mais de uma espécie junto.

Como funciona o abastecimento de água no tanque?

O abastecimento de água nos tanques é sempre por derivação. Assim, água pode vir de: uma nascente, outro curso de água principal, um canal de irrigação ou um açude, com a água conduzida através de canais abertos ou tubulados. Pode ser, também, através de bombas de água. Ou seja, tanto na entrada quanto na saída, a água é controlada.

Existem várias diferenças nos tipos de tanques para piscicultura. E o interessante é que você pode adaptar de acordo com o que você está buscando para a sua criação dos peixes! Basta analisar bem o local que você pretende construir um tanque e usar as dicas para escolher o tipo certo!



Fonte e Imagem: Instrusul


Endereço
Rua Governador Jorge Lacerda 3275
Blumenau - SC | CEP 89045-001
E-mail
comercial@brancomaquinas.com.br